Tricolor vence o Cruzeiro, mas se despede da Copa do Brasil

São-paulinos lutaram do início ao fim, bateram os mineiros por 2 a 1 e deixaram o torneio de cabeça erguida

De cabeça erguida e com uma atuação aguerrida em Belo Horizonte, o Tricolor se despediu da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira (19), mas renovou a esperança para se manter na disputa pelo título do Campeonato Paulista no próximo final de semana. Ofensivo e guerreiro do início ao fim, o São Paulo derrotou o Cruzeiro por 2 a 1 - único clube invicto na temporada até então -, mas no placar agregado (3 x 2) acabou eliminado na competição nacional – os mineiros venceram na ida por 2 a 0.

A atuação no Mineirão, diante de um grande adversário e que valorizou ainda mais a atuação da equipe, mostrou que o Tricolor reagiu para defender a sua permanência no estadual no próximo domingo, diante do Corinthians, pelo decisivo duelo da semifinal. Após o apito final desta noite, o reconhecimento do técnico Rogério Ceni mineiros – que fez questão de abraçar um a um no gramado – e os aplausos dos devolveram a confiança aos guerreiros são-paulinos.

Para encarar os cruzeirenses, o treinador não contou com Sidão e Lucas Fernandes (aprimoram a forma física), Araruna e Buffarini (ambos com estiramento na coxa esquerda), Wellington Nem (lesão no menisco do joelho esquerda), Chavez (edema na coxa esquerda) e Thiago Mendes (suspenso). Já o meio-campista Jucilei, desgastado fisicamente, ficou como opção no banco de suplentes.

Apesar das baixas, o Tricolor teve novidades: Bruno, de volta após se recuperar de um entorse no tornozelo direito e o estreante Morato (um dos destaques do Campeonato Paulista deste ano) foram para o jogo. Dessa forma, o time foi escalado com Renan Ribeiro; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Junior Tavares; João Schmidt, Cícero e Cueva; Wesley, Lucas Pratto e Morato.

Já o adversário começou a partida com Rafael; Mayke, Léo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson, Ariel Cabral, De Arrascaeta, Rafinha e Thiago Neves; Rafael Sóbis. Quando a bola rolou, sem se intimidar fora de casa e com a missão de diminuir a vantagem do rival, o São Paulo se mandou para o campo de ataque e encurralou os mineiros: a equipe trocava e buscava a melhor opção ofensiva, enquanto o Cruzeiro ficava todo atrás da linha do meio de campo.

Melhor no jogo, intenso e com um início arrasador, o Tricolor pressionava os anfitriões e os mantinham acuados. Aos dez minutos, Pratto recebeu excelente lançamento de Bruno na área e deu passe espetacular, de calcanhar, para Cueva. O camisa 10 ajeitou o corpo e bateu rasteiro, tirando de Rafael, e a bola passou rente à trave!

E foi assim, com superioridade e motivação de sobra, que os visitantes tiraram o zero do placar aos 14 minutos: Morato foi acionado na ponta esquerda e cruzou na medida para Pratto, que testou com precisão para balançar as redes! 1 a 0! A pressão deu resultado e o gol fez justiça ao grande início do time paulista.

Aos 20 minutos, no entanto, o time de Rogério sofreu uma baixa: com dores, Bruno teve que ser substituído por Jucilei – Wesley foi deslocado para a lateral direita. Apesar do contratempo, o São Paulo manteve a postura ofensiva, mas pouco a pouco os cruzeirenses equilibraram as ações da partida e se lançaram ao ataque em busca do empate antes do intervalo.

Na volta para a segunda etapa, o Tricolor seguiu agressivo e aos nove minutos quase balançou as redes com Jucilei. Porém, quando buscava o segundo gol, o time são-paulino sofreu o empate aos 14: Thiago Neves, em cobrança de falta, deixou tudo igual. Para renovar a esperança tricolor, Rogério mexeu e promoveu as entradas de Thomaz e Gilberto, que herdaram os lugares de Cueva e Cícero, respectivamente.

E foi justamente com o centroavante que o São Paulo retomou a frente no marcador e incendiou o duelo em busca da classificação. Aos 33 minutos, a bola foi levantada na área, Rodrigo Caio ajeitou de cabeça para o meio, Maicon dominou e a sobrou para Gilberto, que ajeitou o corpo e estufou as redes! 2 a 1! O tento, obviamente, animou o time paulista e recolocou o Tricolor na disputa pela vaga.

Porém, apesar de insistir e lutar até os instantes finais, a equipe são-paulina não conseguiu marcar novamente para eliminar os cruzeirenses e se manter na disputa pelo inédito título: 2 a 1. A postura aguerrida dos atletas tricolores, que venceram o único clube invicto até então na temporada, mostrou que a equipe está viva para defender a sua permanência no próximo final de semana na semifinal do Campeonato Paulista, diante do Corinthians.

Fonte:

http://www.saopaulofc.net/noticias/noticias/copa-do-brasil/2017/4/19/tricolor-vence-o-cruzeiro,-mas-se-despede-da-copa-do-brasil/

Sinfonia Rock

Twitter @SPFCDigital

RT @WaldirGC: WHITESNAKE hj 22h #SinfoniaRock na @SPFCDigital IOS https://t.co/270qK5H5Zu Android https://t.co/sl3zlRWPIY Poster https://t.…
RT @gabrielfuh_: Entrevista com o Thomaz https://t.co/WmpeKcBwJa
Ouça agora as narrações de @RaonyPacheco , comentários de @RICARDOLEITE01 @gabrielfuh_ e a participação do "monstro" @fabiorabin no Morumbi

logo rádio sp digital

Transmitindo 24 horas por dia pela internet, a rádio São Paulo Digital representa o canal de comunicação feito somente para o torcedor São Paulino. Somos a rádio da nação Tricolor!