Notícias

Desequilíbrio emocional marca atuação do Tricolor no SanSão

0

Dentre diversos fatores que faltaram ao São Paulo para sair de campo vitorioso neste domingo, a falta de equilíbrio emocional chamou a atenção do técnico André Jardine. No primeiro clássico do Tricolor na temporada, a equipe terminou a partida com quatro jogadores amarelados, alguns deles em situações bobas no decorrer dos 90 minutos.

“No primeiro tempo uma das questões nossas foi um pouquinho de destempero emocional. Entramos em algumas discussões que não ajudam em nada. Tomamos alguns cartões. Inclusive, a falta do gol é oriunda desse tipo de situação. Precisamos ser mais equilibrados emocionalmente, é uma crítica que fiz aos jogadores”, comentou André Jardine.

O lateral-esquerdo Reinaldo foi um dos exemplos desse desequilíbrio emocional da equipe. Desde o início da partida, o jogador já dava sinais de que estava bastante agitado. Em dos primeiros lances do jogo, derrubou o adversário de forma acintosa. Depois, passou a fazer reclamações com frequência ao árbitro Vinicius Furlan.

Apesar da crítica aos seus comandados, o técnico André Jardine também valorizou alguns aspectos do jogo do São Paulo. No primeiro tempo, a equipe chegou a colocar o Santos em dificuldade em certos momentos, mas não conseguiu manter a regularidade no restante do confronto.

“A gente já está correndo contra o tempo e lutando para evoluir em situações como essa. O que me deixou satisfeito foi a coragem para, em algum momento, trazer dificuldades ao Santos, lutar para marcar mais à frente. Lamentamos bastante o fato de não termos tido efetividade em todas as situações que conseguimos roubar a bola, mas pecamos no passe, na escolha”, completou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Comentários

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *