Jogando os Dados

Quanto tempo falta para acabar o jogo contra o São Bento?

4

Olá Nação Tricolor, em especial os leitores da Digital Esportes e ouvintes da Rádio São Paulo Digital.

Com todo respeito ao Esporte Clube São Bento e seus 105 anos, mas a cabeça está na quarta-feira. Por um lado é bom nesse momento ter um adversário com baixo nível técnico e poder colocar um time reserva, mas o ideal mesmo seria ter acertado com a Federação Paulista o calendário dos jogos anteriores e estar treinando nesse domingo! O Talleres fez exatamente isso, antecipou sua partida e o técnico Juan Pablo Vojvoda marcou treino para esse domingo lá em Córdoba.

Após a partida irreconhecível contra o Guarani, dessa vez o SPFC vai ter que fazer muita força para perder a partida para um time que já podemos afirmar que é candidato fortíssimo ao rebaixamento junto com Botafogo.

A equipe do São Bento não tem muitas qualidades para destacar, joga um tradicional 4-3-3 alternando 4-2-3-1 e sua referência na frente é o Alecsandro(camisa 9), mais conhecido como irmão do Richarlyson. 

O articulador da equipe é o meia João Paulo(camisa 31), a bola passa muito por ele nas partidas, geralmente ele é acionado pelo volante Fábio Bahia(camisa 5) ou meia Paulinho(camisa 8) e seu alvo principal de passes é o Alex Maranhão(camisa 20).

A característica de ataque é mais verificada pela esquerda. A subidas que acontecem pela direita acabam sendo facilmente neutralizadas.

O técnico Marquinhos Santos comentou após última partida que vai manter o goleiro Henal(camisa 1), que estava na reserva, retornou na última partida e falhou.

Em cobranças de escanteio, pelo lado esquerdo(direito do gol do SPFC) o cobrador mais frequente é o Alex Maranhão(camisa 20) e o alvo é a região da marca do pênalti. Já pelo lado direito(esquerdo do SPFC) o cobrador mais frequente é o João Paulo(camisa 31) e o alvo é a região da marca do pênalti ou pequena área. Geralmente a finalização ocorre com Alecsandro(camisa 9) ou Ewerton Páscoa(camisa 3) ou Diego Ivo(camisa 14), o mesmo vale para cobranças de falta na área.

O São Bento tentará aproveitar bem lances de bola parada, pois essa será sua oportunidade de conseguir um gol contra o SPFC.

O volante Fábio Bahia(camisa 5) tem o melhor aproveitamento de desarmes da equipe e protege bem a região central/defensiva. 

Oportunidades para o SPFC:

– Explorar a fragilidade do zagueiro Diego Ivo(camisa 14), que joga mais pela esquerda(direita do ataque do SPFC).

– Confirmando o goleiro Henal(camisa 1), marcar pressão nos recuos de bolas para o goleiro, pois ele não tem muita segurança com os pés e pode estar sem confiança após o erro bizarro na última partida. 

Enfim, considerando que a equipe do SPFC deve trazer vários reservas, será interessante ver o desempenho deles para aproveitamento nas outras partidas. Os titulares que entrarem devem evitar o desgaste excessivo, usando de forma inteligente o posicionamento e troca de passes, assim como ficar atento com disputas de bola para evitar lesões. Os jogadores, se bem instruídos, deverão sair de campo hoje com baixo número de faltas e nenhum cartão. 

Se você deixou para ler esse texto quando o árbitro apitou o início do jogo, espero que ao chegar aqui, a partida já esteja no final do segundo tempo…

Use o campo de comentários para colocar sua opinião sobre os dados apresentados aqui. Concorda? Discorda? Esse tipo de informação agrada ou agrega algo para quando você vai assistir a partida? Você pode comentar também no twitter, basta usar a hashtag #SPDigitalScout.

Agradecemos a parceria da empresa InStat que é uma das nossas fontes de dados, empresa referência mundial em dados esportivos de várias modalidades, fornece para o SPFC os mesmos dados que usamos aqui e também fornece para outros grandes clubes do Brasil e exterior.

Para ficar sabendo sobre as publicações do blog Jogando os DADOS, siga no Twitter e Facebook a Digital Esporte e a São Paulo Digital.

E lembre-se sempre do Dr. W. Edwards Deming: “Without data, you’re just another person with an opinion.”  (Sem dados, você é apenas uma pessoa com uma opinião)

Câmbio & Desligo – Até a próxima!

Denis MarinhoEngenheiro Mecatrônico, especializado em aviação. Consultor na área de produtividade e inteligência competitiva. Em 2011 iniciou um Projeto voltado para equipes de alto desempenho no futebol de elite, reconhecido por clubes do Brasil e Federação. Participa de uma rede de football scout na identificação de talentos na América do Sul.

4 Comentários

  1. Ótimo post, Denis. Acompanho seus comentários na SPFC Digital e gosto muito desse tipo de análise. Será que o Tricolor usa algum tipo de estatística? Se sim, será que usa bem? Tenho as minhas dúvidas…
    A Estatística em si não ganha jogo, é preciso inteligência para lê-las e usar a informação. A menos que haja um Garrincha do outro lado, que em 99,9% das vezes driblava pro lado direito e quase sempre ludibriava o “João”.

    1. Edison, legal que esteja gostando das análises. Vamos ver se a análise do Talleres mostra dados interessantes.
      Respondendo sua pergunta: O SPFC tem acesso a muitas informações, inclusive algumas fontes que uso aqui. Usar bem? A melhor resposta são os resultados da equipe. Estatística é só uma das partes de uma boa análise. Como você disse, é preciso interpretar, pois os números sem interpretação são inúteis. Você cita o Garrincha, todo jogador tem pontos fracos… ali beirava a perfeição, mas estudar quem mais passa a bola para ele e marcar, estudar o alvo de cruzamentos, etc… poderia dificultar um pouco o trabalho dele.

  2. Parabéns pela a sua análise e seus comentarios Denis .

    Grande abraço

    1. Valeu Wanderson 🤜🏼
      Continue acompanhando e dê suas opiniões 😉

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *