Notícias

Sem “caldeirão”, Talleres conta com herói veterano contra São Paulo

0

Buscando entrar na fase de grupos da Copa Libertadores de 2019, o São Paulo viu o argentino Talleres ser sorteado como seu primeiro rival na etapa eliminatória da competição. O duelo de ida será disputado em 6 de fevereiro, na Argentina. Já a volta está marcada para acontecer no dia 13 do mesmo mês, no Morumbi.

Localizado na cidade de Córdoba, a segunda maior da Argentina, o Talleres está indo apenas para a sua segunda participação em Libertadores em sua história de 105 anos. E ela se deve muito a um conhecido do futebol brasileiro, o volante Pablo Guiñazú, que vestiu a camisa do Internacional de 2007 a 2012, e a do Vasco entre 2013 e 2015.

Herói
Hoje com 40 anos de idade, o jogador entrou para a história do Talleres ao marcar o gol do acesso à elite do Campeonato Argentino há duas temporadas. Famoso por seu estilo aguerrido, o capitão ainda ajudou o time a conquistar uma vaga na Libertadores graças ao quinto lugar na edição 2017/2018 da liga local.

“Aval” a Rojas
Antes de aparecer no caminho do São Paulo, aliás, Guiñazú “contribuiu” para a contratação de Joao Rojas, em julho. Os dois jogaram juntos no Talleres no primeiro semestre deste ano, e o volante foi ouvido por Diego Aguirre, na época técnico do Tricolor, sobre o futebol do meia-atacante.

O equatoriano, contudo, não deverá reencontrar os antigos companheiros de Talleres. Em recuperação de uma cirurgia no joelho direito, Rojas deve voltar aos gramados somente em abril, mas pode ajudar o técnico André Jardine com informações que adquiriu da equipe em sua curta passagem pelo futebol argentino.

Trio de carrascos
Além de Guiñazú, carrasco do São Paulo nas semifinais da Libertadores de 2010 pelo Inter, o Talleres conta com outros conhecidos do clube paulista. São eles os volantes Andrés Cubas e Tomás Pochettino. Em 2017, ambos estavam no elenco do também argentino Defensa y Justicia, que eliminou o Tricolor na primeira fase da Copa Sul-Americana daquele ano.

De olho neles
Se Guiñazú será designado a deter as jogadas ofensivas do São Paulo, dois atacantes ficarão encarregados de buscar o gol. Um deles é Nahuel Bustos, artilheiro do Talleres no Campeonato Argentino, com cinco gols. O outro é Junior Arias, reforço vindo do Peñarol, do Uruguai, e autor de quatro tentos na competição.

Sem caldeirão
O palco da partida de ida, porém, pode servir de consolo aos são-paulinos. É que o Talleres não poderá usar o acanhado Estádio La Boutique de Barrio Jardín, com capacidade para 18 mil pessoas. Em torneios internacionais, a equipe manda suas partidas no Estádio Mario Alberto Kempes, que comporta 57 mil torcedores sobre arquibancadas mais distantes do gramado.

Má fase
Apesar da expectativa de voltar a disputar a Libertadores após 17 anos, o clube não passa por um bom momento. Na atual edição do Campeonato Argentino, disputado por 26 times, o Talleres ocupa o 15º lugar, com cinco vitórias, três empates e sete derrotas. Em 15 jogos, marcou e sofreu 14 gols.

Sequência
Caso elimine o Talléres, o São Paulo enfrentará o vencedor do duelo entre Independiente Medellín, da Colômbia, e Palestino, do Chile. Se avançar novamente, o Tricolor integrará o Grupo A da Libertadores, composto por River Plate, atual campeão, Internacional e Alianza Lima, do Peru.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe um comentário

Please Login to comment