20240418_110633

Bastidores da demissão de Thiago Carpini do São Paulo e a chegada de Luis Zubeldia

Agora é oficial e não tem como mais voltar atrás, Thiago Carpini não é mais técnico do São Paulo. Anúncio aconteceu na última quinta feira (18), após mais uma derrota no Campeonato Brasileiro.

Agora vamos contar para vocês os bastidores da demissão. Como este portal no domingo trouxe e de forma exclusiva a demissão de Thiago Carpini e confirmada nesta quinta, revelaremos alguns detalhes que envolveu a queda do técnico.

Após estrear com derrota no Campeonato Brasileiro para o Fortaleza, no último sábado. Era iminente a saída do treinador.

A nossa reportagem apurou que a diretoria do São Paulo, queria que Thiago Carpini pedisse demissão, assim não teria que pagar multa de um milhão e meio reais ao ex-treinador e claro que Carpini se manteve firme como “um funcionário no aviso prévio”.

Foto: Divulgação/São Paulo FC
Foto: Reprodução/São Paulo FC

Carpini já sabia que seria demitido desde domingo (14). E então a diretoria do tricolor começou a procura por técnicos, mesmo com Thiago Carpini no comando. Foi um jeito de tentar desestabilizar o agora ex-técnico algo que não teve efeito, então a ideia foi dar uma “chance” ao treinador de ter um resultado positivo contra o Flamengo; Mas não deu certo, foi mais um resultado negativo. Agora não tinha mais jeito, Carpini seria oficialmente demitido do São Paulo e foi o que aconteceu.

Júlio Casares

O que incomodava o presidente Júlio Casares, era que não teria ninguém para comandar a equipe no domingo (21) contra o Atlético GO, e ele teve que ceder a Milton Cruz ser o treinador interino do tricolor até a contratação de outro comandante.

O clima não estava bom no São Paulo, resultados negativos, escolhas que pesaram em eliminação e derrotas, alguns jogadores não estavam satisfeitos com Carpini, já outros queriam a permanência.

Júlio Casares em sua rede social, postou dizendo que a foto de campeão estará estampado, e agradeceu os serviços prestados ao São Paulo.

Quais técnicos disseram “não”?

Bom o São Paulo não tem uma fama tão boa assim, principalmente quando se trata de pagamentos. Carlos Carvalhal, Diego Alonso e Rui Vitória foram os técnicos que disseram não ao tricolor. A prioridade sempre foi treinadores estrangeiros e caso não desse certo, Felipão seria o escolhido. Em solo brasileiro, a cúpula são paulina não vê outro nome de peso como a de Luiz Felipe Scolari.

Outro nome que foi divulgado (antes do acerto com Zubeldia) para nossa reportagem é de Roger Machado, atual treinador do Juventude, não teve procura mas foi indicação de Rui Costa, diretor executivo do São Paulo.

Muricy Ramalho

A pergunta que todos fazem, o que Muricy está fazendo? relutou contra a demissão de Thiago Carpini e contra a contratação de treinador estrangeiro. O ídolo tricolor tem como cargo de Coordenador técnico; Muricy bateu de frente com alguns conselheiros do clube desde a eliminação no Campeonato Paulista para uma possível demissão de Thiago Carpini. Foi o que vinha segurando o treinador, mas após a derrota para o Fortaleza, Muricy já não o defendia mais e assim o clima foi ficando tenso.

Luis Zubeldia

Quem será o substituto de Thiago Carpini no São Paulo, será Luis Zubeldia. Técnico argentino de 43 anos, que estava na LDU, atual campeão da Copa Sul-americana.

Ele sempre foi um desejo pessoal do presidente Júlio Casares, que quem por sinal, esteve à frente das negociações, que deve ter um final feliz nas próximas horas.

Apuração: David Silva e Alex Bispo